sábado, 23 de junho de 2012

Havaianas: qual a sua?


Em se tratando de chinelo de dedo, no Brasil, as legítimas Havaianas são a preferência nacional.

Desde as Tradicionais até as mais transadas, as Havaianas estão mesmo nos pés de todo mundo. Para quem vê isso atualmente é difícil acreditar que, até o começo dos anos 1990, as Havaianas só existiam na versão hoje conhecida como “as Tradicionais” e era um estereótipo das classes mais baixas. Em outras palavras: só pobre usava Havaianas.

Alguém viu a oportunidade e transformou a marca no que ela é hoje. Começaram pela criação das “Havaianas Top”, para diferenciar das tradicionais, e passaram então a chamar os modelos antigos de “Tradicionais”. Criaram chinelos de várias cores e agradaram a todos os gostos.

Campanhas publicitárias exibiam fotos de pés de homens e mulheres, em close, usando Havaianas, e os slogans eram “Para quem gosta de pés é um fio dental” e “Os ricos usam porque é a primeira coisa que os novos ricos deixam de usar”.

Com esses dois slogans, em anúncios de dupla página inteira, em revistas de alto nível, quebraram-se dois tabus: Havaianas ser “coisa de pobre” e a atração por chinelos de dedo.

Famosos então posaram usando Havaianas e pronto: depois dessa não teve quem segurasse a marca, que hoje é exportada e vendida em vários países. Quem diria que um dia o nosso maior ícone de pobreza fosse virar o xodó dos descolados?



















Um comentário:

  1. Eu prefiro as garotas entre 15 à 45 combina havaianas tradicionais, 46 à 60 top e outros. Os garotos dependem combinar (corpo bonito, roupa bem e outros). Tenho 24 anos, sempre uso as havaianas tradicional (amarela, azul e verde cítrico). Michelle

    ResponderExcluir